terça-feira, 10 de março de 2015

A CONVERSÃO DO ANGOR

Este ritual nos foi gentilmente cedido pelos nossos velhos e com autorização deles, venho aqui contribuir com mais essa preciosidade. 
Numa época em que seus demônios lhe atormentam, nada melhor do que convertê-los para lhe trazer paz à la Rromá.
Aproveitem.



01 ramo de Sândalo
01 galho Manjericão
03 macadâmias
Sementes de Mostarda
50 ml de azeite
1 vidro pequeno
1 Momeli lalo + Mistôs e Pirin para a difusão.

CHEMAREA MAMARI

Ankhóne Ancaru Angerona, pelo fogo negro e pelo poder de Ikana Sara Kali, que limpa, cura e purifica o alimento do raty e perpassa tuas divindades, a Ti invocamos Ikana Sara, tu que é poderosa e em teu nome é abençoado pelas nossas mãos esse ramoné, possa ser instrumento de oblação de cura aos necessitados. Sara Kali, Madre, oh Santa, oh Duvêla, oh Mami Mamari Majarí, transforma o seco em úmido e liberta o pulso da vida que deve vigorar sobre todas as doenças que se manifestam.

Rogamos ao povo do Oriente, Mule Rromáh, que se faz presente, nossos irmãos, que o poder de Saintes Maries de La Mér circule pelas veias, artérias e reconstrua a saúde de nossos enfermos. Peregrinos que somos, filhos de tuas veredas, tu és o nosso único hospital e nossa Drabarno Drabengra. Abençoe-nos oh Santa Mãe, Curadora e Senhora dos vários caminhos, Santa Sara Kali, te rogamos, abençoe-nos. Que esse feito, seja veículo de atração de cura e a cura propriamente de cada doença cardíaca.

Pela amarai Kirvi Rosa Dolores, e por todos os teus nomes oh Kamli Santa Sara Kali, Chinday Busnin, Lua Errante, Rani, Gule Romni, Tremuche, a primeira Shuvani, Chovexani, Li Haeer e pelos poderes do fogo conjuramos o teu poder de cura, para que penetre, através de nossas mãos e nossas magias, os incontáveis curripéns. Que a ablação seja nesse momento realizada, que o Ague que queima estes drabs com eles leve toda daquipén e samurrê argurar, traga a saúde perfeita de quem nossas mãos tocar.

Pelo aroma do sândalo possa nossas preces o fogo sublimar, pelo bálsamo da mostarda possa o grão curar. Abriga-nos oh Mãe Sara, que venha de cima o seu poder de cura sobre este clã sagrado! Oh Madre, impera também em nossas paragens, entre nós, com sua presença agracie-nos com a absolvição que pedimos. Atravessa-te pelo fogo, cura-te as feridas, sobe a ti Santa Sara a fumaça dos meus frutos e venha ao encontro do meu clamor.

Oh dor no peito, moléstia ruim, volte para quem te gerou, indisposição, angina, arritmia, infarto, convertam-se no bom funcionamento de um coração sadio!
RUGACIUNE SCHUMBARE

SNALGAFATAR, SNALGAFATAR, SNALGAFATAR – demônio que faz o coração vibrar com vida saudável, nós te conjuramos para que penetre neste óleo e leve a cura e a saúde ao coração dos enfermos.
Filho da misericórdia perdoe quem provocou sua adversidade, pela santidade de teu nome curamos em favor dos doentes.
Oh Gloriosa Madre, nossa protetora, pelo poder de cura que nos deste e por essas mãos flamejantes, pelo nome de Ankhóne Ancaru Angerona, queimamos a ferida, põe sobre ela o teu sopro curativo e cicatrizante, cubra-a com teu manto e devolva-lhe a vida.

Optchá! Optchá! Optchá!

Sett Ben Qayin

Postar um comentário